Rosely Nakagawa

Reflexões sobre Farkas

A pesquisadora Rosely Nakagawa realizou a palestra afetiva intitulada Homenagem a Thomaz Farkas, ontem (05/08), às 18h30min, no auditório Museu de Arte Moderna da Bahia, dentro da programação refletiva do A Gosto da Fotografia. Rosely, que diz se considerar “uma filha fora do casamento” de Farkas, abriu a apresentação mostrando fotos de coberturas de exposições na Galeria Fotoptica, em São Paulo, entre 1979 e 1986, período em que ela foi coordenadora do espaço. “Ainda não existia a figura do curador”, brincou.

Nas fotos, pode-se ver um registro histórico de importantes fotógrafos, jornalistas e pesquisadores que freqüentaram os vernissages. Passaram por lá, Pierre Verger e Mario Cravo Neto, que expuseram na galeria, dentre outros nomes famosos. “São Paulo viveu, a partir da década de 70, uma efervescência na área fotográfica, e Thomaz Farkas, foi um dos nomes que fomentou isso”, disse Rosely.

O ciclo de palestras do festival prossegue no MAM com a palestra do filósofo Luiz Felipe Pondé, colunista da Folha de São Paulo sobre a Mulher: Santa ou Prostituta? A Alma Feminina na Obra de Antoine D´Agatha, às 18h30. Amanhã, às 16h30, acontece a palestra Fotografia como Memória – O Processo de Criação, do pesquisador Rubens Fernandes Junior. “Com essas palestras, procuramos aproximar a fotografia de outras áreas, como a literatura e a filosofia”, afirmou na abertura do ciclo, o curador do A Gosto da Fotografia, Diógenes Moura.

Fotografias de Shirley Stolze

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: